Voz do MS

Esportes

Sampaoli isenta Messi: “Não encontramos a melhor equipe para acompanhá-lo”

Redação

[Via Correio do Estado]

A derrota por 3 a 0 para a Croácia deixou a Argentina em situação complicada na busca por uma vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo. O técnico Jorge Sampaoli falou logo após a vitória dos europeus, assumindo uma responsabilidade sobre o rendimento ruim da equipe dentro das quatro linhas.

Durante a entrevista coletiva, o comandante admitiu um futebol abaixo das expectativas em relação aos hermanos. Além disso, falou sobre a responsabilidade em cima de Lionel Messi e fez questão de tirar um pouco do peso que cai nos ombros do camisa 10:

“Não encontramos a melhor equipe para acompanhar o Messi. Temos que nos encarregar das realidades e isso depende mesmo de mim. Os jogadores terminaram muito mal. Estávamos animados para conquistar o primeiro lugar e estar perto da classificação. Isso nos afasta e deixa todos com dor. Não conseguimos consolidar o processo. Você tem que lutar pela oportunidade que resta”, afirmou o treinador.

Para ficar com a vaga, a Argentina primeiro precisa vencer a Nigéria, pela última rodada. Além disso, para que a combinação seja menor, precisa torcer contra a Islândia diante dos africanos, nesta sexta-feira (22), 11h (de Brasília). Os europeus têm um ponto e, caso vençam, se classificam com um empate diante da Croácia.

Atualmente, o saldo de gols (-3) é outro agravante da situação frente a Islândia (0) e Nigéria (-2).

DEFESA

No demais, as declarações de Sampaoli não esconderam sua decepção com a atuação da Argentina, mas no geral o treinador buscou defender o goleiro Caballero, que falhou feio no primeiro gol croata, mas admitiu que o time não soube superar esse tento no restante da partida.

“Eu sou responsável por tomar as decisões, não é humano culpar Caballero. Eu estava muito esperançoso e tenho muita dor por causa da derrota, eu provavelmente não li o jogo corretamente”, comentou o comandante, antes de deixar claro que a tentativa do arqueiro em encobrir Rebic, que chutou de primeira e aproveitou com louvor o erro do rival, foi decisiva.

“Depois do primeiro gol o time sentiu muito. No segundo tempo nós tentamos colocar jogadores para tentar reverter a situação, mas não fomos capazes”, continuou Sampaoli, de olho no resultado de Islândia e Nigéria, nesta sexta-feira, às 12h (de Brasília), que definirá qual será a missão argentina na última rodada, terça-feira, contra os africanos.

“Como piloto, não encontrei o melhor time para acompanhar Messi. O plano de jogo não funcionou, temos que esperar o jogo de amanhã (sexta-feira) e apostar na mínima chance que resta. Estávamos muito empolgados antes do jogo para obter a qualificação, este resultado nos afastou, sentimos que seria um jogo de decolagem e não foi”, concluiu.

Comentários

Últimas notícias