Voz do MS

Geral

Inspeção veicular reprovou 40% da frota fiscalizada

Redação

[Via Correio do Estado]

Quase 40% da frota de ônibus do consórcio Guaicurus inspecionada por empresa terceirizada foi reprovada em fiscalização. O serviço, contratado pela Agereg (Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos), já atingiu 433 veículos do total de 555 disponibilizados para o transporte coletivo de Campo Grande. O itens de acessibilidade são os responsáveis pelo maior número de falhas.

O processo de inspeção é feito pela empresa Otimiza – Inspeção Veicular e foi contratado pelo valor de R$ 193 mil, em julho do ano passado. O contrato tem duração de 12 meses e deve ser prorrogado, conforme confirmou, em coletiva de imprensa, na tarde desta quarta-feira, o diretor-presidente da Agereg, Vinícius Leite Campo.

“Essa fiscalização antigamente não existia e nós achamos por bem contratar uma empresa especializada para fiscalizar todos os veículos do consórcio a fim de que tenha um menor índice de perda possível”, afirmou o diretor.

Os dados apresentados até o momento pela inspeção demonstram que os itens de acessibilidade são responsáveis por 26% do total de inconsistências encontradas nos veículos. Das 106 ocorrências verificadas nesta área, 59 foram na plataforma elevatória utilizadas pelos portadores de deficiência. Os sistemas e componentes complementares respondem por 24% das falhas, 1%% dos problemas são no sistema de sinalização e 14% nos equipamentos obrigatórios.

De acordo com o diretor, quando identificada falhas, o consórcio precisa colocar os veículos reservas para circular, quando necessário a retirada prolongada de alguns ônibus. Da frota de 555, 50 são veículos reservas. “Se é identificada alguma irregularidade esse veículo não pode operar. Ele precisa consertar esse problema, voltar para a vistoria, apenas após ele ser aprovado que ele pode retornar às ruas”.

Comentários

Últimas notícias