Voz do MS

Eleições 2016

Troca de farpas, denúncias e propostas dominam último debate antes da votação

Redação

[Via Campo Grande News]

Terminou às 23h30 o último debate dos candidatos a prefeito, Rose Modesto (PSDB) e Marquinhos Trad (PSD), antes da votação, que será realizada no domingo (30). No confronto, dominaram trocas de farpas, lembranças sobre operações e críticas a antecessores. Propostas sobre saúde, impostos e transparência foram debatidas durante os três blocos do embate, promovido pela TV Morena, nesta sexta-feira (28).

Rose afirmou que aproveitou o debate de hoje para fazer com que as pessoas conheçam mais seu plano de governo, pois, tem percebido “muita gente indecisa nas ruas”. Por outro lado, disse que gostaria de ter discutido mais sobre os problemas de Campo Grande. “Porque o adversário resolveu falar mais do governo do Estado”.

Se dizendo tranquilo, Marquinhos Trad disse que estava preparado e que fez o que sempre apresentou à população. “Sempre falando a verdade e discutindo propostas”.

Com início às 22h27, o debate durou pouco mais de uma hora e contemplou assuntos, como saúde, licitações, orçamento municipal, impostos, além de troca de acusações, denúncias, lembranças das operações Coffee Break e Lama Asfáltica e dos antecessores na Prefeitura de Campo Grande.

O 1º bloco começou em clima festivo, com aplausos do público, mas logo passou para um duelo entre os dois. A candidata tucana questionou o concorrente sobre saúde e citou escândalos envolvendo a gestão de Nelsinho Trad, irmão de Marquinhos.

O candidato afirmou que fará clínicas da família, com especialistas. Em seguida, se descolou da imagem do irmão e disse que Rose era vereadora e apoiadora do então prefeito.

Já na 2ª parte, os temas foram saúde, licitação, impostos e orçamento municipal, com Marquinhos Trad relembrando operações, cujos processos denunciaram pessoas que apoiariam a campanha de Rose Modesto. “Da Coffee Break, quem entende é sua família”, respondeu a tucana. A frase gerou pedido de resposta de Marquinhos, que foi negado.

No 3º bloco, que também concentrou os agradecimentos finais, os candidatos falaram da operação tapa-buraco e continuaram as discussões sobre ex-prefeitos. Por fim, agradeceram e pediram o voto do eleitor no próximo domingo.

Comentários

Últimas notícias