Voz do MS

Geral

Servidores “exigem” nível superior para agentes socioeducativos das Uneis

Redação

[Via Correio do Estado]

Um grupo de agentes socioeducativos das Unidades Educacionais de Internação (Uneis) foi até a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, nesta terça-feira (10), pedir celeridade aos deputados na votação de projeto de lei exigem nível superior para a categoria. A matéria já está tramitando na Casa.

O nível superior não é uma das exigências para quem quer prestar concurso para agente socioeducativo, mas, a categoria acredita que é necessário ter capacitação para atender adolescentes infratores e seus familiares.

A presidente do Sindicato dos Servidores Administrativos (Sindsad), Lilian Fernandes, declarou que, devido a lei eleitoral não será possível pedir aumento salarial para os novos agentes, mas, a possível aprovação do projeto já representa uma vitória.

CONCURSO

Em junho, o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul autorizou a realização de concurso público para o preenchimento de 228 vagas na carreira de Gestão de Medidas Socioeducativas. Deste total, 201 são para agente de Segurança Socioeducativa, outras 11 para analista de medidas socioeducativas e mais 16 para área se serviço social. Os salários variam entre R$ 2,7 mil e R$ 4,8 mil.  A escala de trabalho é de 24 por 78 horas.

A autorização já foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

Mato Grosso do Sul conta com 10 unidades de internação em que atuam 300 agentes.

Comentários

Últimas notícias