Voz do MS

Política

Se eleito, Junior Mochi diz que vai climatizar salas de aulas

Redação

[Via Correio do Estado]

O candidato ao governo e presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi (MDB) foi o quinto a participar da rodada de entrevistas do Correio do Estado. Entre suas propostas, Mochi declarou que pretende colocar climatizadores em salas de aula, promover políticas de valorização das regiões produtoras do Estado e valorizar os profissionais da educação.

O candidato do MDB também criticou a Caravana da Saúde, programa de governo do candidato à reeleição, governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Mochi disse que a estratégia precisa ser revista e que a proposta consumiu muito dinheiro comparado a pouca eficácia. Ele disse também que o chefe do Executivo estadual precisa conhecer e ter projetos mais específicos com base nas potencialidades de cada região do Estado.

Como exemplo, Mochi citou a produção da região de Dourados. Ele considera ser a região mais produtiva do Mato Grosso do Sul e que o governo precisa olhar com mais atenção para cada região e ver as potencialidades peculiares de cada local.

Na área da educação, Mochi disse que vai dedicar prioridade absoluta e que vai dar continuidade ao plano educacional, criado entre 2013 e 2014, na Assembleia Legislativa, em que 366 escolas no Estado terão o S.O.S escola. A ideia é de fazer reparos urgentes quando algo no colégio for danificado. O candidato do MDB pretende também, se for eleito, colocar climatizadores de ar nas salas de aula.

E por fim, Mochi lembrou da falta de valorização do professor, considerando que Mato Grosso do Sul tem o pior salário dos profissionais da educação.

RODADA DE ENTREVISTAS

Começou na terça-feira (18) a Rodada de Entrevistas do Correio do Estado com os candidatos ao governo de Mato Grosso do Sul. Com a ordem das sabatinas tendo sido definida por sorteio, o estreante foi candidato Juiz Odilon de Oliveira (PDT), seguido de Humberto Amaducci (PT). Tudo é publicado nas redes sociais (Youtube – correioestado, Facebook – @correiodoestado e Instagram @correioestado), em parceria com a Rádio Mega 94 (Facebook – @mega94fm).

As entrevistas tem 40 minutos cronometrados de forma corrida e sem intervalos. O candidato terá direito a uma apresentação de um minuto e, em seguida, responderá a 12 perguntas, sendo seis delas consideradas livres, baseadas em reportagens sobre Mato Grosso do Sul já publicadas pelo Correio do Estado; quatro baseadas no plano de governo do candidato; e duas encaminhadas por internautas, que serão selecionadas por sorteio.

A iniciativa tem objetivo de atender ao interesse da população em conhecer melhor cada plano de governo, atuando na interlocução de eleitores e representantes das coligações partidárias.

Após Odilon, Amaducci e Azambuja, os candidatos que vão participar da rodada de entrevistas serão: Marcelo Bluma (PV) no dia 21, Junior Mochi (MDB) no dia 24 e João Alfredo (PSOL) no dia 25.

As perguntas podem ser enviadas pelas redes sociais do Correio do Estado, pelo Facebook e Instagram (@CorreiodoEstado). Elas deverão conter o nome do leitor e para qual candidato o questionamento será feito. É importante destacar que textos contendo qualquer tipo de ofensas serão excluídos.

Comentários

Últimas notícias