Voz do MS

Geral

Procon Campo Grande realiza pesquisa de preços de itens de prevenção contra Covid-19 a fim de evitar aglomerações em farmácias

Redação

Passaram-se quatro meses desde que foi decretada a pandemia do Covid-19 pela OMS – Organização Mundial de Saúde. No começo a procura pelos produtos de álcool em gel e máscaras respiratórias foi muito grande, gerando um desabastecimento dos respectivos produtos, e consequentemente, o aumento de preços.

Em certos momentos poucos estabelecimentos contavam com estoque dos produtos. Neste mês, o produto álcool em gel, foi encontrado em grandes quantidades, com diferentes tamanhos, preços e qualidades. Já as máscaras respiratórias são encontradas em menores quantidades e variedades, com os preços mais elevados.

Diante de todo esse cenário de pandemia, o Procon Campo Grande, replica a pesquisa de álcool em gel e máscaras respiratórias. A mesma foi realizada no dia (27) e foram pesquisados 94  itens em 12 estabelecimentos comerciais, sendo: 7 farmácias, 3  lojas de cosméticos e 2  supermercados. Esta pesquisa está sendo realizada mensalmente, a fim de atualizar e informar o consumidor da capital e assim colaborar com a efetividade do decreto municipal.

Obteve-se o menor preço de R$ 3,99 no produto álcool em gel de 100g – marca Lipson, na farmácia Drogasil e o maior preço de R$ 89,99 no produto álcool em gel de 5 litros – marca DOKMOS, na farmácia São Leopoldo. Comparando com o mês anterior os maiores preços permaneceram estáveis.

Nas máscaras respiratórias, o menor preço foi de R$ 2,20 – Tecido TNT descartável sem marca, com 1 (uma) unidade. Sendo que o maior preço foi de R$ 139,90 – Máscara cirúrgica BOMPACK – 50 unidades.

Observação:

Ao pesquisar os produtos o Procon Campo Grande, não fez comparação dos preços, pois a intenção é de mostrar onde encontram-se os respectivos produtos e conscientizar a população.

A lista completa dos produtos com suas respectivas marcas, quantidades e preços estão na planilha.

Vale também deixar aqui as principais maneiras de prevenção das doenças infecciosas:
– Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por, pelo menos, 20 segundos. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Orientamos que os consumidores utilizem a planilha com os preços e façam pesquisas antes da compra. Pois, vários produtos pesquisados já estão em falta nos estabelecimentos comerciais.

Confira AQUI a pesquisa do Procon Municipal de Campo Grande

Comentários

Últimas notícias