Voz do MS

Saúde

No primeiro dia, 798 pessoas foram vacinadas contra a Covid em Campo Grande

Redação
Profissionais de saúde, idosos institucionalizados e indígenas são grupo prioritário

No primeiro dia de vacinação contra a Covid-19, 798 pessoas que fazem do grupo prioritário foram imunizadas em Campo Grande, segundo balanço divulgado pelo prefeito Marcos Trad (PSD), nas redes sociais.

Na primeira etapa, 11.966 pessoas serão imunizadas na Capital.

Isto porque, das 158.760 doses da Coronavac destinadas a Mato Grosso do Sul, 23.932 foram disponibilizadas para Campo Grande, para aplicação de duas doses por pessoa para que a imunização seja efetivada.

Simbolicamente, a enfermeira Flávia Cristine Correia de Almeida, 52 anos, responsável técnica pelo Centro Regional de Saúde do Tiradentes, foi a primeira vacinada em Campo Grande, nesta terça-feira (19).

Na sequência, os 82 idosos do Asilo São João Bosco foram imunizados em Campo Grande, seguidos por funcionários da instituição, que tem 99 colaboradores.

A vacinação seguiu durante o dia, com aplicação em profissionais de saúde dos hospitais e unidades de urgência e emergência.

Conforme o secretário Municipal de Saúde, José Mauro Filho, no primeiro momento, as vacinas serão direcionadas apenas para idosos institucionalizados, sendo aqueles internados ou que moram em asilos, e os profissionais da linha de frente no combate a pandemia.

“Nós precisamos, pelo menos como forma de reconhecimento dos profissionais da saúde, iniciar essa vacinação por quem está dando sua vida em prol do próximo”, disse o secretário na solenidade que abriu a imunização na Capital.

A priorização precisou ser feita devido a não haver doses suficientes para imunizar toda a população, nem todo o grupo definido como prioritário pelo Ministério da Saúde.

“Nós não podemos parar essa máquina, que são os funcionários da saúde, para poder dar assistência à população. Então é por isso que se começa a vacinação por esse público tão importante, para que possamos enfrentar a doença”, completou Mauro Filho.

O plano de vacinação de Campo Grande prioriza o seguinte público:

  • trabalhadores de saúde;
  • trabalhadores de saúde sala de vacinação;
  • trabalhadores de Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) e residências inclusivas;
  • pessoas idosas com mais de 60 anos ou residentes em ILPIs;
  • pessoas a partir de 18 anos com deficiência, residentes em residências inclusivas institucionalizadas.

Para agilizar o processo de identificação das pessoas que pertencem aos grupos prioritários, a Prefeitura solicita o cadastramento no site: www.vacina.campogrande.ms.gov.br.

O cadastramento não é um agendamento, mas é realizado para garantir atendimento mais rápido, evitando aglomerações.

O uso emergencial das vacinas Coronavac, do Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, e a da AstraZeneca, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com o consórcio Astrazeneca/Oxford, foi aprovado no domingo (17) pelo Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Via Correio do Estado

Comentários

Últimas notícias