Voz do MS

Educação

Jornada de 8 horas de trabalho é adiada e retorna no meio do ano

Redação

[Via Correio do Estado]

Após adiar a data para retomada da jornada de trabalho de 40 horas semanais, governo definiu o retorno da jornada, fixada em oito horas diárias, para o dia 1º de julho deste ano para os servidores estaduais de Mato Grosso do Sul. A decisão foi estabelecida depois de reuniões com lideranças sindicais e representantes dos servidores.

De acordo com informações do Governo do Estado, a volta da jornada normal de trabalho, inicialmente prevista para começar em 15 de abril, foi estendida para o 2° semestre para garantir maior prazo de transição de cerca de 16 mil funcionários públicos ativos. Os demais 34 mil já trabalham as 40 horas semanais determinada por lei.

“O retorno da jornada legal de trabalho visa a melhoria permanente dos serviços públicos prestados à população; a redução de custos; e a otimização do trabalho dos servidores”, explica o secretário de Estado de Administração e Desburocratização (SAD), Roberto Hashioka.

Segundo a SAD, o acréscimo de horas trabalhadas é equivalente à contratação de quatro mil novos servidores, sem aumento de despesas. A medida vai reduzir gastos com plantões e horas extras, que somam cerca de R$ 20 milhões/ano, e eliminar a necessidade de novas contratações, gerando economia de R$ 130 bilhões/ano.

Após análise das sugestões apresentadas pelos sindicatos, o Governo decidiu aperfeiçoar refeitórios para os servidores; orientar dirigentes para que sejam respeitadas peculiaridades de cada serviço e carreira profissional na definição do novo expediente; e adequar o sistema de transporte coletivo à demanda

Comentários

Últimas notícias