Voz do MS

Política

Governo vai fazer reunião para informar comissão sobre reajuste

Redação

[Via Correio do Estado]

Comissão criada na Assembleia Legislativa para acompanhar as tratativas do reajuste de servidores estaduais em Mato Grosso do Sul foi convidada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para fazerem parte de reunião que está marcada para ocorrer na próxima quinta-feira (16) à tarde, na governadoria.

De acordo com o líder do governo no Legislativo, deputado José Carlos Barbosa (DEM), o Barbosinha, a reunião tem o objetivo de definir sobre o reajuste dos servidores. De acordo com o democratas, a informação oficial ainda não foi divulgada a todos. “Amanhã teremos conhecimento disso”, reforçou ele.

Os demais integrantes da comissão, deputados Lídio Lopes (Patriotas), Cabo Almi (PT), Capitão Contar (PSL), Gerson Claro (PP) e Rinaldo Modesto (PSDB) poderão fazer parte da reunião e a informação é de que o encontro será a partir das 15h. “Não será aberto à imprensa, será apenas para a equipe de frente do governo”, ponderou Barbosinha.

A reportagem do Correio do Estado teve a informação de que o reajuste será zero neste ano e a justificativa é de que se fosse acrescido algum valor salarial, a consequência poderia ser negativa, provocando um possível atraso no pagamento dos 75 mil servidores ativos e inativos do funcionalismo público estadual, sendo 50 mil efetivos, que geram uma folha de R$ 452,8 milhões. Atualmente a concessão do abono – de R$ 200 que foi prorrogado por 60 dias – representa impacto de aproximadamente R$ 8 milhões mensais.

Na sessão que ocorreu ontem (14) na Casa de Leis, alguns servidores compareceram ao plenário para pedir mais celeridade quanto as tratativas. A reclamação era de que o governador não se manifestava.

Também fazem parte da comissão dos servidores o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul, Giancarlo Miranda; o subtenente Ramos, diretor de relações institucionais da Associação dos Militares Estaduais; Jacilene Ferreira, representando o Sindicato dos Servidores de Apoio à Administração Fazendária do MS; Wilds Ovando representando a Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul e o presidente do Sindicato dos Trabalhos em Seguridade Social, Ricardo Bueno.

Comentários

Últimas notícias