Voz do MS

Política

Fórum debate melhorias na gestão do dinheiro público nos municípios

Redação

[Via Campo Grande News]

O aprimoramento das técnicas de gestão dos recursos destinados aos municípios pela União foi tema central de fórum, realizado nesta quarta-feira (14) em Campo Grande, e que contou com a presença de autoridades nacionais e estaduais.

Promovido por meio de parceria entre o governo do Estado, o Ministério da Economia e a Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) o evento também foi marcado pelo lançamento da “Rede + Brasil” em MS, plataforma única para obtenção e administração dos recursos do Governo Federal.

“Não cabe mais administração pública sem excelência de gestão. A política mudou, a gestão pública mudou, o administrador público, lógico, ele é um agente político, mas tem que se aproximar daquilo que é melhor para a população através de resultados e, para ter resultados precisa de números, para ter número a gente precisa de ferramenta”, disse o presidente da Assomassul, Pedro Caravina ao elogiar o novo dispositivo.

Semelhante ao Sincov (Sistema Nacional Gestão de Convênios), a nova plataforma pode intermediar a aquisição de emendas parlamentares e recursos dos ministérios, mas também promete dar maior transparência ao uso do dinheiro público e efetividade nas políticas públicas.

“Aquilo que puder ser implementado a gente vai fazer e depois levar cursos de capacitação dessa Plataforma para os municípios com mais uma parceria com o ministério da Economia e do governo do Estado com apoio da Assembleia e de outros órgãos”, acrescentou.

Os recursos repassados por meio da plataforma podem ser destinados para diversos fins, como construção de escolas, creches, hospitais, cisternas, quadras esportivas, programas de alimentação saudável, além de programas na área de sustentabilidade e segurança pública. Hoje o sistema é composto por 26 estados e o Distrito Federal.

O “Fórum de Fortalecimento da Rede + Brasil – Etapa MS”, foi aberto pela manhã no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo.

Comentários

Últimas notícias