Voz do MS

ColunassingleSaúde e Bem-Estar

Drenagem linfática

Fernanda Barbosa

DRENAGEM LINFÁTICA: A MASSAGEM QUE VEIO PRA FICAR!

Com a rotina intensa e corrida em escritórios, e passando longos períodos sentados, notamos no final do dia que os pés e pernas encontram-se inchados e pesados, gerando desconforto.

A drenagem linfática é uma técnica de massagem que tem por objetivo estimular o sistema linfático – uma rede complexa de vasos que movem fluidos pelo corpo – a trabalhar de forma mais acelerada.

Entre os principais benefícios do método estão a redução da retenção de líquido, ativação da circulação sanguínea, combate à celulite, prevenção de varizes e até o relaxamento corporal.

Objetivos da drenagem linfática

A função da drenagem linfática é retirar a linfa que fica acumulada entre as células, o que pode ser ocasionado por um retardo da pessoa na produção da linfa, por exemplo, ou por dificuldades da absorção por parte das células. Com essa estimulação, há a diminuição do inchaço e melhora da celulite. O procedimento melhora também a circulação em geral, relaxa o corpo e pode atuar discretamente no combate a gordura localizada – uma vez que a massagem aumenta o metabolismo do local.

Mas não se iluda, a drenagem linfática não emagrece por si só! Ela vai ajudar a reduzir medidas por acabar com o inchaço e eliminar toxinas do corpo. Mas para obter resultados mais efetivos será necessário abordar hábitos saudáveis, como uma alimentação balanceada e pratica de exercícios físicos.

Hoje em dia é o tratamento mais indicado pelos obstetras para ser feito durante toda a gestação e logo após o parto para minimizar as intercorrências e melhorar a qualidade de vida das gestantes (sendo apenas necessária a autorização pelo seu médico). Os cirurgiões plásticos também indicam drenagem linfática para diminuir o tempo e melhorar a recuperação em pós operatórios de cirurgias plásticas.

A massagem deve ter pressão de moderada a leve. Drenagem não dói e não deixa hematomas. O creme ou óleo utilizado pode conter ativos para melhorar a circulação ou ter efeitos anti-inflamatórios como: ginko biloba, cavalinha, chá verde, cafeína entre outros.

Em média seriam necessárias de 2 a 3 sessões por semana e duram de 45 a 50 minutos cada sessão, variando os valores de 40 a 80 reais por sessão.

As contra indicações são câncer, tromboses e ferimentos na pele.

Comentários

Últimas notícias

Colunas