Voz do MS

Geral

Brasileira estuprada por policiais em prisão na Bolívia é transferida

Redação

[Via Correio do Estado]

Brasileira de 20 anos presa na cidade de Rurrenabaque, em Beni, foi transferida para o município de Trinidad, na Bolívia, depois de denunciar oito policiais por estupro. De acordo com o jornal El Deber, ela passou a receber ameaças dentro da unidade, o que motivou a mudança. A transferência foi realizada no último sábado, por volta das 14h30, por ordem do juíz Raúl Zárate Condori.

Ao jornal, o promotor Orlando Aramayo explicou que a medida se deu para preservar a integridade da vítima, já que ela se encontrava no mesmo local onde aparentemente os abusos ocorreram. Presos preventivamente, os oito policiais alegam ser inocentes.

Condenada a três anos de prisão por roubo e evasão, a brasileira, que não tem parentes na Bolívia, cumpria um ano de detenção quando o caso veio a público há alguns meses, após denuncia do senador Democrata, Yerko Núñees Negrette.

Ontem, o ministro da Justiça e Transparência Institucional de Bolívia, Héctor Arce, afirmou que as investigações ao caso serão intensificadas. Conforme o jornal El Deber, há ainda a possibilidade da  brasileira ser extraditada ao Brasil.

Comentários

Últimas notícias