Voz do MS

Educação

Aulas na Reme continuam suspensas até o dia 30 de junho e escolas organizam cadernos de atividades

Redação

As férias da Rede Municipal de Ensino (Reme) terminam nesta quinta-feira (21), no entanto as aulas presenciais continuarão suspensas no período de 22 de maio até o dia 30 de junho. A decisão foi publicada nesta sexta-feira (15) no Diário Oficial de Campo Grande, por meio do Decreto.nº 14316.

A decisão foi tomada em conjunto com a secretaria de Educação do Governo do Estado, em reunião da qual também participaram os secretários de Saúde do município e Estado.

Entre as questões que levaram a decisão de prorrogar a suspensão das aulas estão a chegada do inverno, época em que há maior prevalência e vulnerabilidade às doenças respiratórias e o risco de contaminação da Covid-19 que pode ser ocasionado com as aglomerações em salas de aula.

De acordo com dados apresentados pela secretaria municipal de Saúde, o número de pessoas notificadas com Síndrome Respiratória Aguda Grave passou de 103 em abril do ano passado para 422 no mesmo período de 2020.

A Reme antecipou os 15 dias de recesso escolar, programado para julho. O recesso começou dia sete de maio e terminou nesta quinta-feira (21). Com o fim das férias e tomando como base o Decreto nº 14317, que dispõe sobre a jornada especial e temporária de trabalho nas repartições públicas do município, as unidades escolares também retomam seu horário normal de expediente.

Os professores continuarão em home office, organizando aulas remotas, desenvolvendo cadernos de atividades e preparando os vídeos explicativos e de atividades complementares, como estava sendo feito antes do recesso.

Já os diretores, coordenadores e apoios pedagógicos, além dos administrativos e assistentes, estarão nas unidades escolares, trabalhando em sistema de rodízio, exceto os profissionais que integram o grupo de risco, que permanecerão trabalhando em casa.

Cadernos de atividades

O atendimento remoto aos 108 mil alunos da Reme irá continuar durante este novo período de suspensão das aulas. Diferente do mês passado, quando a Semed disponibilizou os cadernos de atividades pedagógicas no site da Prefeitura, agora as escolas é que serão responsáveis em elaborar e disponibilizar para os alunos os cadernos com os conteúdos curriculares do grupo 4 ao 9º ano, além dos cadernos de experiências, direcionados aos alunos do berçário ao grupo 3 e também aos alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Os materiais irão contemplar as disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Geografia Regional, Ciências, Arte, Educação Física e Língua Inglesa, entre outras.  Já os alunos do berçário até o grupo 3 receberão um caderno de experiências, como no mês passado, elaborado pela equipe pedagógica de cada EMEI.

Os cadernos começaram a ser preparados antes do recesso e estão sendo finalizados, por isso começarão a ser distribuídos a partir de segunda-feira (25), de acordo com a organização de cada unidade. As atividades seguem os moldes das desenvolvidas pela Superintendência de Políticas da Educação, no mês passado. Caberá a cada unidade, definir em qual plataforma ou rede social os cadernos serão postados para facilitar o acesso dos pais e alunos. A periodicidade de validade também será decidida pelos gestores de cada unidade.

Os pais que não têm acesso à internet, poderão solicitar a impressão na unidade em que o aluno estuda. Quanto aos cadernos entregues antes do recesso escolar, os pais serão orientados a entregá-los nas escolas para que as atividades sejam corrigidas pelos professores.

Caberá aos profissionais que atendem aos alunos com deficiências, a adaptação dos cadernos para contemplar estas crianças com atividades que atendam às suas necessidades.

A elaboração dos cadernos será acompanhada pela Superintendência de Políticas da Educação da Reme.

Via CGNotícia

Comentários

Últimas notícias