Voz do MS

Capital

Até o fim de 2018, metade da Guarda Municipal poderá portar armas

Redação

[Via Campo Grande News]

Convênio firmado nesta semana pelas secretarias de segurança do Estado e do município garante que metade do efetivo da Guarda Municipal de Campo Grande possa utilizar armas.

Até o fim do ano, 400 servidores passarão por curso de capacitação oferecida pela PM (Polícia Militar), metade deles começam o treinamento em até abril, conforme divulgou a Sesde (Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Social) na manhã desta sexta-feira (12).

A medida foi apressada nesta semana depois que um guarda municipal foi atacado durante abordagem, levou várias facadas e preciso de 130 pontos na quarta-feira (10).

Na tarde do mesmo dia, os secretários Antônio Carlos Videira, de segurança do Estado, e Valério Azambuja, titular da Sesde, reuniram-se com ocomandante da PM, coronel Waldir Ribeiro Acosta e com superintendente do Comando da Guarda Civil Municipal, Anderson Gonzaga da Silva Assis, para acertar os detalhes do treinamento.

“As tratativas com o governo tiveram início no ano passado quando identificamos a necessidade dessa união de forças. O governo tem toda uma estrutura e o município tem a mão de obra, mas sem condições de qualificar esses servidores”, explicou Valério Azambuja, por meio da assessoria de imprensa.

A Guarda Municipal conta com 1,2 mil servidores, mas apenas 103 têm treinamento. Eles são autorizados a utilizar calibre 38, de uso pessoal, e calibre 12, sendo disponível uma para cada viatura. No ano passado, a Sejusp repassou 275 revólveres para a secretaria.

Comentários

Últimas notícias